E preciso ter fé confiante, orante e verdadeira

Mt 8,5-11
Naquele tempo, quando Jesus entrou em Cafarnaum, um oficial romano aproximou-se dele, suplicando: “Senhor, o meu empregado está de cama, lá em casa, sofrendo terrivelmente com uma paralisia”. Jesus respondeu: “Vou curá-lo”. O oficial disse: “Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa. Dize uma só palavra e o meu empregado ficará curado. Pois eu também sou subordinado e tenho soldados sob minhas ordens. E digo a um: ‘Vai!, e ele vai; e a outro: ‘Vem!, e ele vem; e digo a meu escravo: ‘Faze isto!, e ele o faz”.Quando ouviu isso, Jesus ficou admirado e disse aos que o seguiam: “Em verdade, vos digo: nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé. Eu vos digo: muitos virão do Oriente e do Ocidente, e se sentarão à mesa no Reino dos Céus, junto com Abraão, Isaac e Jacó”.

Reflexão: Jesus está louvando com muita admiração a fé desse oficial romano. É muito importante prestar atenção neste detalhe: ele não é um judeu, não é um homem que frequenta a sinagoga, não é um homem de religiosidade ou que faz parte da religião oficial. Pelo contrário, ele faz parte do império romano, daquilo que é o domínio do império romano sobre Israel. Mas é um homem de fé e foi com essa fé que ele clamou a Jesus pela cura do seu empregado, pelo restabelecimento do seu empregado.

A fé desse homem tem muito a nos ensinar. Primeiro, é uma fé movida por um amor. Ele não vai ali buscar uma cura, um milagre para si, ele vai buscar para o seu empregado. Ele poderia ter recorrido à medicina, a todo dinheiro que ele tinha, mas recorre a fé, porque ele sabe quem é Jesus, ele sabe que Jesus pode curá-lo, sabe que Jesus pode por ele. Por isso, deposita toda a sua fé em Jesus. Não deposita na sua autoridade de oficial romano, não deposita no dinheiro que ele tem e nem no prestígio que ele pode ter enquanto oficial.

É uma fé confiante e humilde; é uma fé de súplica; é uma fé de quem acredita que Jesus pode fazer. Por isso, Jesus exclama: “Eu nunca encontrei em Israel alguém de tamanha fé”.

Ora, se em Israel o povo escolhido não teve tamanha fé em Jesus, um oficial pagão teve. Por isso, Jesus está afirmando que muitos virão do Oriente e do Ocidente para se sentarem com os nossos pais na fé, Abraão, Isaac e Jacó.

Abraão, Isaac e Jacó não são pais somente do povo de Israel, mas são os patriarcas de toda a fé espalhada pela face da Terra. Somos a feliz descendência de Abraão, por isso, todos aqueles que tem fé única, verdadeira, singular e sincera no Senhor, há de sentar-se à mesa do Reino dos Céus.

Todos os povos, todas as pessoas são convidadas para participar da mesa do Senhor, mas é preciso ter fé confiante, orante e verdadeira. Fé que faz desprender-se de si mesmo, do seu orgulho, da sua autossuficiência, da sua soberba, do confiar em si mesmo para confiar no Senhor e saber que Ele tudo pode. Que a fé do oficial romano nos ensine que independente do que somos e de onde viemos é no Senhor que está a nossa confiança.

Fonte: https://homilia.cancaonova.com

ORAÇÃO

Pai Santo, aumenta a nossa fé! Ainda que não compreendamos o Mistério da Encarnação do teu Verbo, dá-nos coragem para nos lançarmos confiantes em teus braços, proclamando ao mundo que o Reino de Amor já chegou, trazido pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, que contigo reina na unidade do Espírito Santo. Amém!

Fonte: http://www.cristominhacerteza.com/2012/12/homilia-comentario-e-reflexao-do_2.html

Anúncios

O melhor testemunho que podemos dar ao mundo, é o de testemunhar como perdoamos e amamos uns aos outros

Lc 17,1-6
Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos: “É inevitável que aconteçam escândalos. Mas ai daquele que produz escândalos! Seria melhor para ele que lhe amarrassem uma pedra de moinho no pescoço e o jogassem no mar, do que escandalizar um desses pequeninos. Prestai atenção: se o teu irmão pecar, repreende-o. Se ele se converter, perdoa-lhe. Se ele pecar contra ti sete vezes num só dia, e sete vezes vier a ti, dizendo: ‘Estou arrependido’, tu deves perdoá-lo”. Os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!” O Senhor respondeu: “Se vós tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíeis dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria”.

Reflexão:Hoje, o Evangelho nos apresenta três elementos fundamentais para a vida de um discípulo, de um seguidor de Jesus Cristo, Nosso Senhor e Mestre. O primeiro desses elementos é o testemunho de vida. É só pelo testemunho que evitamos escandalizar os pequenos.

Jesus é muito repressivo e duro àqueles que praticam escândalo. Praticar escândalos quer dizer, justamente, tirar a fé do coração das pessoas, não testemunhar aquilo que nós acreditamos.

O discípulo de Jesus deve, de todas as formas, primeiro, evitar escandalizar e, segundo, testemunhar com a vida aquilo que nós acreditamos.

Uma das melhores formas de testemunharmos é pela força do perdão. Um discípulo de Jesus que não perdoa, não testemunha o amor de Deus no seu coração. O discípulo de Jesus que vive cultivando ódio, ressentimento, mágoa contra o seu irmão e não consegue perdoar, escandaliza. Um casal que vive junto e não se perdoa, não se reconcilia, causa escândalo para os filhos e para outros. Às vezes, a pessoa está testemunhando na Igreja, está rezando, mas não vive o testemunho do perdão e da misericórdia.

Se o irmão pecar contra nós sete vezes num só dia, sete vezes devemos perdoá-lo. Mas, como vamos perdoar? Pela experiência com a Palavra de Deus.

Quando eu digo perdoar, não é ser complacente com o erro do outro. Perdoar quer dizer: não viver com ódio e ressentimento com o erro que o outro fez, porque é o nosso coração que ficará magoado.

O perdão reconstrói e levanta o outro. O perdão exige, com certeza, reconsideração das atitudes, dos fatos, da convivência e assim por diante. Mas, o que nunca pode faltar na vida de um cristão é o testemunho do perdão. Talvez, você possa perguntar: “Como vou conseguir perdoar se nem tamanha fé para isso eu tenho?”. Não é preciso ter muita fé.

Jesus está nos dizendo que se nossa fé for pequena como um grão de mostarda, diremos para esse ressentimento: “Sai daqui, se não consigo pelas minhas forças humanas, que eu consiga pela fé, arrancar as “plantas” que estão dentro do meu coração. Plantas venenosas e perigosas para a minha vida e para a minha saúde”.

Essas plantas são, com certeza, as plantas que temos de perdoar nesta vida. Se não conseguimos perdoar pelas nossas forças, que perdoemos pela fé e pelo amor. Se não conseguimos, é preciso buscar em Deus essa força.

O melhor testemunho que podemos dar ao mundo, é o de testemunhar como perdoamos e amamos uns aos outros.

Fonte: https://homilia.cancaonova.com

ORAÇÃO

Senhor Jesus, fonte perene do perdão e do amor misericordioso, concede-me a graça de nunca escandalizar ninguém. Que minhas atitudes de cristão(ã) maduro(a) e consciente das atitudes decorrentes desta opção de vida, me ajudem a viver na justiça, na paz e no perdão. Elimina do meu coração a tentação de me fixar no ódio, na vingança, na falta de perdão e compreensão de quem foi fraco na fé. “Aumenta, Jesus, a minha fé!” Faze-me ir em frente, superando a inimizade e o desamor. Jesus, Tu que és Deus de perdão e de misericórdia, robustece-me numa fé madura e operativa que me faz crescer na capacidade de agir em favor dos menos favorecidos da sociedade. Impele-me a tomar posse do dom da fé que me deste no Batismo. Que a lógica do Teu amor misericordioso me transforme e me faça crescer na santidade. Amém.

Fonte:http://diariodepositividade.blogspot.com/2016/11/evangelho-do-dia-lucas-171-6-aumenta.html

Busquemos ser grandes para o Reino

Marcos 10,35-45
Naquele tempo, Tiago e João, filhos de Zebedeu, foram a Jesus e lhe disseram: “Mestre, queremos que faças por nós o que vamos pedir”.
Ele perguntou: “O que quereis que eu vos faça?” Eles responderam: “Deixa-nos sentar um à tua direita e outro à tua esquerda, quando estiveres na tua glória!” Jesus então lhes disse: “Vós não sabeis o que pedis. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber? Podeis ser batizados com o batismo com que vou ser batizado?” Eles responderam: “Podemos”. E ele lhes disse: “Vós bebereis o cálice que eu devo beber, e sereis batizados com o batismo com que eu devo ser batizado. Mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. É para aqueles a quem foi reservado”. Quando os outros dez discípulos ouviram isso, indignaram-se com Tiago e João. Jesus os chamou e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações as oprimem e os grandes as tiranizam. Mas, entre vós, não deve ser assim; quem quiser ser grande, seja vosso servo; e quem quiser ser o primeiro, seja o escravo de todos. Porque o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate para muitos”.

Reflexão: A partir das ambições dos discípulos, Jesus dá uma lição clara do que é ser seu discípulo e o que precisamos buscar na construção de nossa vida. O fato revela a ambição de dois, João e Tiago, e o confronto com os demais que, provavelmente, ficaram indignados porque também tinham a mesma pretensão. Podemos aprender hoje que as ambições nos dividem, a mania de ser mais do que os outros nos desunem: “A busca de honrarias e protagonismos interesseiros rompe a comunhão da comunidade cristã. Também hoje.” …
…Todo ser humano precisa querer crescer e ser mais. Mas, para nós cristãos, é crescer e atuar mais e mais em favor do Reino de Deus. “A grandeza não se mede pelo poder que se tem, pela posição que se ocupa ou pelos títulos que se ostentam.” Falando dos grandes do mundo, Jesus adverte: “Entre vós não deve ser assim. Quem quiser ser o maior entre vós seja aquele que vos serve, e quem quiser ser o primeiro entre vós seja o escravo de todos. Pois o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida em resgate por muitos”. Cristãos verdadeiros destacam-se pela humildade, pela simplicidade, disponibilidade, por colocar-se a serviço da comunidade e do próximo e solidarizar-se. Então, quem tem fé procura ser grande no serviço, no doar-se, no gastar a vida pelo bem, pela felicidade e pela vida do próximo.

Esta lição de Jesus vale para muitos âmbitos e setores. a) Vale para a vida interna da Igreja: há funções diferentes, e as pessoas que recebem mais destaque precisam seguir o exemplo de Jesus, lavar os pés dos outros. b) Vale também para cargos e autoridades da sociedade. Os que os ocupam devem buscar o bem comum do povo, servir os mais pobres e sofredores, e não “fazer-se”, “aproveitar do poder em benefício próprio”. Servir e dar a vida pela salvação e libertação do povo é meta de todo o ser humano, se não for desumano. O exemplo de Jesus é muito diferente das atitudes políticas que propõem liquidar com grupos e setores empobrecidos pela violência e até pela morte…

Ainda bem que na Igreja e na sociedade há milhões de pessoas que, no anonimato e na modéstia, vivem mais para os outros do que para si mesmos. Esses entenderam a advertência de Jesus: “Quem quiser ser o maior… quem quiser ser o primeiro, gaste e doe sua vida servindo, e não servindo-se dos outros”.

Fonte: https://padreivoorograodemostarda.wordpress.com/category/reflexao-2/

A oração, a vontade de Deus e o serviço no Reino nos coloca no nosso devido lugar no Reino.... Frase de Pastor Fabiano do Carmo.

Fonte : https://www.pensador.com/frase/MjM5ODM2NA/

ORAÇÃO

Pai, a exemplo de Jesus, transforma-me em servidor de meus semelhantes, e não me deixes ter medo de colocar minha vida a serviço de quem precisa de mim. Amém!

Fonte: http://www.cristominhacerteza.com/2012/05/homilia-comentario-e-reflexao-do_29.html

Maria é a Mãe atenta e presente

João 2,3

Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: ‘Eles não têm mais vinho’” 

Reflexão: Viva a Mãe de Deus e nossa! Viva a Senhora Aparecida! É com muito amor no coração que, hoje, celebramos a Padroeira de todos nós brasileiros: Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

A imagem milagrosa, encontrada nas águas do rio Paraíba há mais de 300 anos, tornou-se o símbolo maior da fé do povo brasileiro, símbolo da intercessão de uma Mãe que cuida dos seus filhos.O milagre que aconteceu nas águas do Rio Paraíba, onde pescadores estavam necessitados de peixes, é similar ao que aconteceu na festa de casamento onde faltava vinho para os noivos receberem os seus convidados.

Maria é a Mãe atenta e presente, que se desdobra para atender e cuidar dos seus filhos. Maria é a Mãe que cuida de nós e sabe das nossas necessidades, que se antecipa às necessidades dos seus filhos, coloca-se adiante para entender o que está acontecendo. Por isso, hoje, na Festa da Conceição Aparecida, queremos, como filhos, colocar, no coração de nossa Mãe, nossas aflições, tensões e preocupações, pedir que ela aumente a nossa fé e a nossa confiança, porque temos uma Mãe que cuida de nós e sabe das nossas necessidades.

Queremos, hoje, renovar o nosso amor a Mãe de Deus e nossa.

A imagem de Aparecida não é simplesmente uma imagem feita de gesso. Algumas pessoas podem até olhar para ela e perguntar: “O que uma imagem pode fazer por nós?”. Nada! O que Deus pode fazer por nós? Tudo!

A imagem é um símbolo, um sinal de comunicação e comunhão com Deus. A imagem não é Maria, mas simboliza para nós a presença materna, a presença de Mãe. A imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida é um grande sinal do amor que Deus, nosso Pai nos Céus, tem pelo povo brasileiro, sobretudo, pelos mais sofridos, os mais necessitados e aflitos. Temos uma Mãe que diz: “Eu estou presente. Estou contigo. Estou do seu lado”.

Maria está do nosso lado em todas as aflições, dificuldades e sofrimentos. Não estamos sozinhos, temos uma Mãe que está conosco. Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rogai por nós!

Fonte: https://homilia.cancaonova.com

Fonte: http://diocesedeuruacu.com.br/especiais/especial-nossa-senhora-aparecida-padroeira-do-brasil

ORAÇÃO

Oração a Nossa Senhora Aparecida

Ó Virgem Maria, abençoada sois vós pelo Senhor Deus Altíssimo entre todas as mulheres da terra.Vós sois a glória de Jerusalém, vós a alegria de Israel, vós a honra do nosso povo. Salve, ó Virgem, honra de nossa terra, a quem rendemos um culto de piedade e veneração, a quem chamamos com o belo nome de Aparecida. Quem poderia contar, ó doce Mãe, quantas graças, durante tantos anos, vós dispensastes ao povo brasileiro, compadecida dos nossos males? Quisemos cingir vossa cabeça sagrada com uma coroa de ouro, que vos é devida por tantos títulos; continuai a dobrar-vos benignamente às nossas preces. Quando erguemos aos céus nossas mãos suplicantes, ouvi, clemente, os nossos rogos, ó Virgem; conservai nossas almas afastadas da culpa e, por fim, conduzi-nos ao céu. Salvação, honra e poder Àquele que, uno e trio, nos fulgores do seu trono celeste, governa e rege todo o universo. Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rogai por nós. Amém!

Fonte: http://www.paroquias.org/oracoes/?o=72

Peçamos que a graça de Deus ilumine e direcione os nossos passos

Lucas 11,5-13
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Se um de vós tiver um amigo e for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: ‘Amigo, empresta-me três pães, porque um amigo meu chegou de viagem e nada tenho para lhe oferecer’, e se o outro responder lá de dentro: ‘Não me incomodes! Já tranquei a porta, e meus filhos e eu já estamos deitados; não me posso levantar para te dar os pães’; eu vos declaro: mesmo que o outro não se levante para dá-los porque é seu amigo, vai levantar-se ao menos por causa da impertinência dele e lhe dará quanto for necessário. Portanto, eu vos digo: pedi e recebereis; procurai e encontrareis; batei e vos será aberto. Pois quem pede recebe; quem procura encontra; e, para quem bate, se abrirá. Será que algum de vós que é pai, se o filho pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ou ainda, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Ora, se vós que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do céu dará o Espírito Santo aos que o pedirem!”

Reflexão: Na escola de oração do Mestre Jesus, aprendemos com Ele a oração da súplica, que está ligada à perseverança e à fé na oração. Perseverar é saber em quem estamos colocando a nossa esperança, em que estamos esperando e confiando.

Sabendo em quem estamos esperando e confiando, temos n’Ele toda fé, toda confiança que uma criança tem no seu pai ou na sua mãe, pois sabe que o pai cuida dele mesmo não sendo o melhor do mundo, mas ele vai ser sempre o pai.

O nosso Pai do Céu é aquele que cuida de nós, a quem podemos pedir qualquer coisa, pois, como bom pai, Ele vai nos conceder [o que pedimos]. É importante entendermos que não é qualquer coisa que vai nos servir, e nem precisamos de qualquer coisa, precisamos do Espírito Santo!

O maior dom, a maior dádiva, o maior presente que o Pai pode nos dar é Seu Espírito. Por que precisamos do Espírito Santo? Porque Ele estava com Jesus, e O iluminou, guiou e direcionou. É do Espírito que precisamos para iluminar, dirigir e governar a nossa vida.

Estamos, muitas vezes, perdidos na estrada. Para que nos encontremos no caminho da vida, precisamos da luz do Alto. Por isso, peçamos o Espírito Santo. Mesmo sendo pecadores e frágeis como somos, ainda necessitamos do Espírito que vem em nosso socorro, em nosso auxílio, em socorro da nossa pobreza, que direciona o nosso caminho e ilumina as estradas da nossa vida.

Com todo amor do nosso coração, que, na nossa oração de cada dia, não falte a súplica ao Espírito de Amor, que o Pai nos conceda em abundância os dons do Seu Espírito, para que a graça de Deus ilumine e direcione os nossos passos.

Fonte: https://homilia.cancaonova.com

images

Fonte: http://www.lectionautas.com.br/2016/o-pai-do-ceu-dara-o-espirito-santo-lc-11-5-13/

Espirito Santo, dê-nos sabedoria para discernir o que realmente necessitamos, o certo do errado, a paciência para esperar o tempo de Deus, a coragem para ir sempre adiante e a fortaleza para fazer o que é necessário sem desistir no caminho e principalmente o AMOR para entendermos que Deus quer habitar em nós e nos fazer instrumentos, para poder atender tantos pedidos de tantos filhos.

Concede-nos, oh Pai, a graça de receber o teu Santo Espirito e que seja ele quem conduza minha vida, e assim eu seja um operário na construção do teu reino, que também é nosso. Maria, mãezinha querida, seja nossa companheira e protetora e nos ensine a ouvir, tu que eres plena no Espirito.

Amém!

Fonte: http://www.lectionautas.com.br/2016/o-pai-do-ceu-dara-o-espirito-santo-lc-11-5-13/

Mantendo nossa mentalidade em Deus seremos pedra de salvação

Mt 16,13-23
Naquele tempo, Jesus foi à região de Cesaréia de Filipe e ali perguntou a seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; Outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”.

Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

Jesus, então, ordenou aos discípulos que não dissessem a ninguém que ele era o Messias. Jesus começou a mostrar aos seus discípulos que devia ir a Jerusalém e sofrer muito da parte dos anciãos, dos sumos sacerdotes e dos mestres da Lei, e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia.

Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo, dizendo: “Deus não permita tal coisa, Senhor! Que isto nunca te aconteça!” Jesus, porém, voltou-se para Pedro, e disse: “Vai para longe, Satanás! Tu és para mim uma pedra de tropeço, porque não pensas as coisas de Deus, mas sim as coisas dos homens!”

Reflexão: Talvez você possa se assustar com o Evangelho de hoje, porque Jesus está primeiro elogiando, enaltecendo e exaltando a fé de Pedro, inclusive, está confirmando que ele é a pedra de salvação. Quando Pedro pensa como Deus, quando ele tem a mentalidade de um homem de Deus e se deixa guiar pela revelação divina e professa a sua fé em Jesus: “Tu és Cristo, o filho do Deus vivo”, Pedro se torna pedra de salvação e de edificação, usada para construir o Reino de Deus.

Quando o mesmo Pedro repreende Jesus, porque não quer que Ele passe pelo caminho da cruz, ele está pensando como os homens, e pior do que pensar como os homens, ele está pensando como o maligno. É por isso que Jesus o repreende: “Vai para longe, satanás! Tu és para mim uma pedra de tropeço, porque não pensas as coisas de Deus, mas sim as coisas dos homens!”.

No Reino de Deus também é assim, podemos ser pedra de salvação, pois a pedra de salvação é uma bênção. Queremos atravessar um rio e tem aquela pedra que podemos pisar para caminhar adiante, mas se tem uma pedra de tropeço, tropeçamos, caímos e a tragédia é grande.

Precisamos ser pedra de salvação no caminho dos homens e da construção do Reino de Deus. Se pensarmos com a mentalidade mundana, se renegarmos a cruz de Cristo, se não abraçarmos o Cristo crucificado, se não abraçarmos a nossa cruz de cada dia, tornaremo-nos pedra de tropeço no Reino de Deus, e é triste constatar que estamos nos atropelando demais.

Existem muitas pedras de tropeço nos nossos caminhos, porque nós, muitas vezes, nos tornamos pedras de tropeço no caminho de outros, pensamos com uma mentalidade mundana, pensamos no Reino dos Céus de forma humana e mundana, e não com a mentalidade de Deus.

Deus não quer que sejamos pedras de tropeço na vida de ninguém. Vai para longe de nós todo pensamento do mal, pois precisamos ser pedra de salvação no caminho e na vida dos nossos irmãos.

Fonte: https://homilia.cancaonova.com

Fonte: https://www.bibliatodo.com/Pt/reflexoes-biblicas/deus-fala-com-voce/

ORAÇÃO

Mestre, caminho entre o Pai e nós, tudo vos ofereço e de vós tudo espero. Jesus, caminho da santidade, tornai-me vosso fiel seguidor. Jesus caminho, tornai-me perfeito como o Pai que está nos céus. Jesus vida, vivei em mim, para que eu viva em vós. Jesus vida, não permitais que eu me separe de vós. Jesus Vida, fazei-me viver eternamente na alegria do vosso amor. Jesus verdade, que eu seja luz para o mundo. Jesus caminho, que eu seja vossa testemunha autêntica diante das pessoas. Jesus vida, fazei que minha presença contagie a todos com o vosso amor e a vossa alegria. Amém!

Fonte: http://www.cristominhacerteza.com/2012/08/homilia-comentario-e-reflexao-do_8.html

Estamos do lado de fora ou estamos no meio destes que escutam a palavra e a colocam em prática

Mt 12,46-50
Naquele tempo, enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. Alguém disse a Jesus: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo”. Jesus perguntou àquele que tinha falado: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: “Eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

Reflexão: Hoje esta palavra nos leva a nos questionar onde estamos no seguimento a Jesus, se somos estes que estamos do lado de fora ou estamos no meio destes que escutam a palavra e a colocam em prática.

Que hoje possamos ter a coragem de nos perguntar: Onde estou? Sinto-me parte desta família de Jesus? Como tenho vivido o meu Cristianismo? Sabemos que somos parte desta família se realizamos e fazemos a vontade de Deus, se vivemos segundo a sua palavra. Ser Cristão vai além de participar de missas, de rezar o terço ou de fazer parte de algum grupo da igreja, somos Cristãos quando a nossa vida está no centro da vontade de Deus, quando a nossa vida caminha de mãos dadas com a palavra de Deus e não vivemos uma vida divorciada da fé.

É muito fácil ser cristão dentro da igreja, o desafio ao qual somos chamados é sermos Cristãos dentro da faculdade, no ônibus, na empresa e nos ambientes onde o evangelho não se faz presente. A vida do Cristão é chamada a exalar o perfume de Cristo, quem se encontrar conosco precisa encontrar com a pessoa de Jesus. Que possamos nos questionar profundamente: Como tem sido os meus diálogos com as pessoas? Quem olha pra minha vida vê a Jesus? Que possamos neste momento fazer uma revisão de nosso seguimento e diante do olhar amoroso do Pai perguntar o que precisa ser mudado, o que está faltando para a caminhada tornar-se verdadeiramente cristã.

“Pois quem faz a vontade do meu Pai, que está no céu, é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

E qual é vontade de Deus? A palavra de Deus nos diz que a Sua vontade é que todos tenham a vida e a tenham em abundância, somos chamados para a sermos estes doadores da vida, mas não podemos dar qualquer tipo de vida, temos que dar a vida de Deus, vida esta fruto de uma vida íntima com Deus, uma vida de oração diária.

Tem uma frase que Diz: “As palavras convencem, mas os testemunhos arrastam”. Que a nossa vida seja uma constante pregação e que pelo nosso testemunho muitos possam se encontrar com a palavra de Jesus. “Deus não chama os capacitados, mas capacita os chamados”.

Peçamos a Jesus e a Maria, que nos ensine e nos dê a sabedoria de viver a palavra de uma forma que atrai e que leve os outros a conhecer a Deus.

Fonte: http://www.lectionautas.com.br/2013/884/
foto

fonte:http://www.lectionautas.com.br/2013/884/

ORAÇÃO

Hoje, com Maria, irei ao encontro de Jesus, na certeza de que sou da sua família, porque faço a vontade de Deus. Amém!

Fonte: http://www.cristominhacerteza.com/2012/07/homilia-comentario-e-reflexao-do_23.html

 

O Ponto Afinal

O ponto esclarece ao final ou provocar se faz necessário ?

O eu insólito ...

Jaqueline Bastos

Deixando Deus falar...

"O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão-de passar." (Mateus 24:35)

Doando Amor

Faça mais do que existir !